Fagulhas ascendentes

Galhos retorcidos

Mãos que os entrelaçam

Na chama que incendeia

Uma fogueira para almas

amigas de irmãos

Céu de carvão

Chamas que se projetam

como inúmeras lâminas

amarelas de obsidiana

que rasgam o céu

como punhais

a rasgar a carne

sangrando estrelas

das fagulhas que ascendem

e desaparecem em meio

a renda de nanquim

pintada pelos ramos da árvore

Calor propaga brasa

nos corações

incendiados  transpassados

pelos sabres da chama.

 

Mara Romaro

11/12/2016 21:07

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s