Projeções

Desse momento só quero guardar a lembrança.
A sensação da pele, da expressão do olho.
As sombras dos cabelos sobre seu rosto.
Desse momento só gostaria de guardar o gosto.
De um beijo mordido, de mãos seguras,
pensamentos acolhidos
no seu dorso.
Desse momento eu queria resgatar a sensação.
Ela estava dentro dos nossos rostos encontrados.
No toque da textura das peles desenhadas.
Nesse momento, encontros e passagens,
idas e vindas da vida,
filhos que vieram.
Mas o sentimento parece se reencontrar com o começo,
de uma paixão que acertou nossas árvores com seus raios.
E eu rememoriava outras transas no enquanto.
Seu rosto parecia outro.
Sua boca me cegou, seu amor me construiu.
E nossas mãos ainda estavam em nossos rostos.
O calor manso e a intensidade profunda
elas se projetavam em cores submersas de luzes.
Os suores esquecidos,
as nuvens se deitavam sobre minhas costas.
Rodopiamos e nenhum vento nos tocou.
Como se nos cobríssemos de nosso amor
Esquecidos do mundo e tempo.
Deste momento mais do que perdido, extremamente fugaz.
Quanta paz.
09/12/15 13:32
Mara Romaro
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s