Poema Perdido

Tudo ao redor são neblinas

Um correr desmazelado de meninas

Sol abre nuvens como se escolhesse feijão

Peneira que joga o café para cima

Pingos de ouro caem e tecem olhares

O som ritmado dos teares

As mãos chuleiam as colchas

Borras de café atiradas nos canteiros

Aproxima-se um olhar matreiro

De tão longe, com brilhos de lua

Usando um chapéu de abas

nele uma jardineira de azáleas

enquanto eu sacudo a toalha e suas migalhas

Uma fileira de formigas tem um andar interrompido

porque se saúdam

Olhos fumegantes adocicados em xícaras

Biscoitos de polvilho na terrina

Os olhares não dobram esquinas

O senhor de mãos grossas como cordas

Tira o chapéu de ninhos de filhotes

Meus braços apoiam uma moringa de água

Vejo que permanecem poucos tufos do gramado

Ajeito o cabelo despenteado

Para sorrir um convite ao café

Senhor veste um casaco mel

Neste Março libélulas duelam com o céu

Já é caída a folha como

um tacho de doce de leite

Cheiros de vida perfumam o vapor

Mas antes que sentamos à mesa

fazemos um gesto de coração

que bate contra coração

Um velho aperto que nos certifique

que afogamos o tempo passado

como um cardeal cordial presente

Do canto da boca brilha um pequeno escorrido

de salivas que voam dos risos

como um resto de orvalho pinga

da telha emudecida

 

Uma orquídea se emaranhou

por entre os galhos

da amoreira adormecida

Há um cacho amarelo

pendendo e dançando

como um beijo de sol

num morno reencontro

não acontecido

 

Mara Romaro

28/03/2017 11:24H

 

Anúncios

3 comentários

  1. Pedro José · março 28

    Muito bonito 🙂

    Curtir

  2. Pingback: Poema perdido – Mara Romaro – LA REPÚBLICA DE LOS LIBROS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s