Divagações do Ponto de Fuga

Divagações do Ponto de Fuga

Por cima da copa da árvore, aquele fundo (não ouso dizer), mas não era para mim. Minhas inúmeras tentativas de tentar distensionar naquele momento fracassavam sucessivamente, meu agora era água quente que esfriou.
O súbito como um assobio, como um lampejar de sexto-sentido, todas as previsões faziam sentido, eu fumei ar naqueles minutos, pensando nos dias de fim de vida de meus pais, e exatamente que eu não gostaria passar os meus longe de minha casa, meu cantinho, a porta da frente de casa, que tão cuidadosamente cuidei para que ela fosse meu pedaço de mundo, minha porta de paraíso.

Read More

Olhos que se

Olhos que se beijam

É algo que grita silenciosamente, dentro da minha garganta.

Sangra meus olhos.

Adormece no prelúdio de seu colo.

E durante o sono açoita minha vida.

Em madrugada de névoa elucida um quebra-cabeça de peças perdidas.

O despir dos olhos escuros nos brilhos perdidos em um dia que vem para me machucar, como se a música em seus movimentos aos poucos revelasse tudo para que tanto me ceguei.

Read More

Abat-jour de folhas secas

Abat-jour de folhas secas

Uma luz âmbar derramada
Vestia meu lugar
como lençóis esvoaçados
corpos imersos
como raízes
Dedos se perdem no adentrar
o espalmar emana o aquecer
Abraço como um tronco de árvore
As folhas translucentes
banham o amor acontecido
Mãos abarcam o rosto
colhem viver na palma
Natureza verte seivas
Beijos perfumados
de mulher selvagem criada nas folhas
Pernas dançam entre si
O abraçar dos passos
Amor em folhas verdes
Amadurecido amanhecer
Desejo brotado
Não foi decepado pelas saúvas
Vento da decisão
Pranto do amor
Canto do viver
Cama de folhas
Bosque da busca
O enfim
encontro de amor
Folhas unidas
tocadas em carinho
no transpassar da luz
Luz permite
corpos se fundem
raízes da terra
Bocas que se amam
Folhas do tempo
Amor consagrado
Paixão nascente
Amor está feito
retorcido
nas árvores da terra

Mara Romaro

20/06/2017 21:45

Música: I Love you… Enigma

Mezanino, em casa.