Verso Usaaushkaau Fantasmagoria Insano Paashikwaatin

Insano Paashikwaatin[1]

|13 Julho 2020 19h | ND6 | Tempo preparo, revisões 4h | Inversão de felicidades

 

Recomposição. Ela gastou além de um quarto de hora. O motor desligado em apago que sorrateiro recostou a cabeça numa leve rampa. Pukkeenegak resolveu alentar Ataksuk e pensar o que dizer. A janela cortinada acesa e a luminária externa encantavam os olhos Read More

Grãos da terra

Grãos da terra

|13 Janeiro 2020. Lg Major 20 Janeiro 13H II| De bicicleta em dia nublado pós dias de chuva. 25 graus. Brisa. | My silent mistery.|II – Revisão e Inserções sobre cerâmica.

 

Outro chão, outrora abraçado pelo silenciar das cigarras

Constelação Mato rasteiro Sementeiras

refestelar dos passarinhos brancos mascarados[1]

Constelação Dentes-de-leão Mar de espigas

Florescências espigadas Folhas respingadas

Árvores decepadas

Clareiras – feridas da Terra

Pássaros fugitivos Chaminés acesas

Cocar ferido Sangue absorvido

Deserto à espreita da morte

Dossel seco da Antiga vida

Água natimorta na cegueira do tamanduá

Faquir do tapete de brasas Incandescentes chagas

_                                                                             Argila patuá

Sangria da madeira Morte Morte Morte Norte

Onde quer que o homem pisa

a ferrugem corrói

Fumaças da ignorância Responsabilidade atmosférica

_                                                                               Molda cerâmica

 

O fruto da terra – Ressequidão

A paçoca de serragem – Desertificação

_      Conchas e espículas piladas amálgama – champlevé ornamentação

 

Areias de ossos

Cinzas mortas

Cura morta

Chuva torta

Curumim

Mel de camoatim

Ouro verde O fim

_                              Tornear de talhas e igaçabas à cura da fornalha

Febre de formigueiros

Câncer da exploração

Pastos inúteis da hileia

Chuva negra

Congelar dos pássaros

Fauna no labirinto

de céu de carbonização

Tamanduá vagueando

Sangue dos guardiães da Terra

Inescrupuloso vender da existência

_                                   Negras Expressões Vermelhas Antropomorfas

 

Carbonos comerão as chuvas

cuspirão chamas

vingando a extinção –  Ozônio

 

_                                         Figuras humanas recobertas de verniz

 

Terra a cama do verde

arrastada nas barragens de detritos

Subterrânea Filtro d’água

Berço aquífero de todos

Nascente Vertente Lacustre

Mananciais de irrigação

Sem terra de mata Sem água

Terremoto – Destruição

Greta Gruta

Lençóis secos Mangues resinados estéreis

Rochas Brilhos metais Valor perdido

Nife Lava Látex

Vulcão paixão apagado de ouro verde

Vegetação

Movimentos tectônicos de si mesmo

Sedimentação

Deslize Assoreamento Pobre palustre

Sol ardente e Fruto seco

Deslize Replantio Diamante-água

Cogumelos veneno tóxico

nas encostas de cultivo de café

_                                                Cerâmica Marajoara

Vou reaparecer nos cipós

emaranhados cabelos cadentes

cultivos isentos do timbó

Árvore platina

sublime sabedoria do abrigo da vida

Córtex Orelhas-de-pau Líquens

Datação das eras Vidas nascidas

Igapós

 

Ruge Mico-leão na copa da árvore

Folhas guardam chuva

Semente partida

no galgar do sagui

liberdade diversa

viver harmônico

Vidamor

Caiapós

 

Germinação

Frescor dos pingos da chuva

Reprodução

Verde Fruto da terra

Clorofila nos protege

Extinção

 

©Mara Romaro

 

[1] Pássaro Lavadeira-mascarada – Fluvicola nengeta, pássaro branco com ásas negras e máscara de sobra dos olhos, comum nessa região.

Caixa Fetiche

Caixa Fetiche

| 8 julho 2019 15H | Músicas: Let me stay e Always – Gary B, Bemect – 5sta Family, Treasure – Amethystium, Aquifer – Anzo, Nazreh Mili Astropilot Remix – Kaya Project, Belaric Bliss – Steen Thottrup| ND 5| 7 a 18 graus, 16 graus agora. Luz da tarde caindo. Sem estímulo. Sem preparação. Humor profunda melancolia, tristeza, decepção. Levantar 8:30 3 11:30. Sono às 2h. – Pausa nos trabalhos gerais. – Para livro nenhum.

 

Prá aqui, trouxe um naco de luz
que dele eu escutasse um março pronto

Trouxe um pedaço de céu
noite profunda da visita do longe, um ponto branco
Prá aqui trouxe flores de massa
e um pedaço das cores
Read More

AMor

|4 Junho 2019 10:45 | lago – sentada na prancha de madeira

 

Ah aMor que em aMor me fenece
amando enquanto não amas externo
ao coração
Se eu não amasse, amava o que
certamente poderias me amar
Amo tudo em ti que em ti amas
o amor que verte de tua boca
o amando ser que desliza por cabelos
que amável toque percorre todo corpo
de arrepios
Read More