Ida à adega

Vinha de um momento nostálgico, sabor honesto e franco e de um amor intenso. Vinha da cor, vermelha e verde desde seu semear. Vinha da alegria presente , e das memórias. Vinham dos ares da vinícola da minha terra onde brindo, experimento e me inspirava poesias, agora caladas, até mesmo nas canetas tinteiro com a cor rubi. E nesse momento que retorno a pensar um desenho da casa amiga e espírito hospitaleiro, vinha de meu esposo a sugestão de irmos na adega que me inspirou A adega dos vinhos nesse momento em que as páginas que eu quero em cor sanguine ainda se esboçam em preto. Não poderia afogar todas as minhas incongruências, aflições e esperanças. Mas eu poderia brindar a esta garrafa simplesmente honesta. Poderia não?

Read More

Anotações mentais – 13 Abril 2018

Anotações mentais – 13 Abril 2018

(Pq das águas em 13 Abril 2018 pintando desenho do violino)

Enquanto esta semana, envolta em momentos longos no meu habitáculo, as leituras desfocadas, mão estava sem a fineza que eu desejava, em 9 de abril, eu estive neste mesmo lago, árvores ancestrais que me deram sombra nas minhas andanças de criança, agora local calmo, onde o cair da sombra, pequenos sininhos e revigorar de outono, escadas de folhas secas, eu pé ante pé, os movimentos contidos em dor esquecida em mim, que se amplifica o quanto estendo a vista.

A noite me truncou a respiração e copos de água, momentos ligeiros vagando os cômodos apagados, a gata virada de barriga dormindo profundidades e um tic-tac inexistente.

Read More

Diário do Universo Paralelo – Regressão [7]

Diário do Universo Paralelo – Regressão
Dia 31 de janeiro de 2018. 16:16 a 23:47 H. [Desenhos por Mara, caderno sketchbook, grafite kooh-I-Noor, lapiseira 0,5 e gravurizado à nanquim chinês em poucos traços.- recordações colhidas nas sessões.]

Sabidamente lido com meu inconformismo, lido teimosamente, talvez até estupidamente. A questão é que uma substância corrosiva, impertinente me alcança, talvez um ser que se alimenta das vísceras, talvez uma substância radioativa, fato que encontro um marco na vida, o qual já refleti quantas esquinas poderia ter dobrado para não chegar a ele.

Read More