A página G

A página G

14 de Setembro de 2018. São 17 e 40. (Essa é uma mensagem para Giovanna)

Gi minha filha;

Você é uma página incrível da minha vida, mas não é uma página que começa e termina. É uma página que se escreve, que por si só diz um monte de outras coisas e é interessante, porque começou dia 31 de dezembro de 1987 e eu tenho essa certeza. E daquele momento em diante, eu tive uma coisa a mais, mas não era uma coisa. Também não era algo.

Read More

Mérito à Jeanette

Mérito à Jeanette

Sol de lascar, nas margens do lago, 29 de Agosto de 2017.
No momento enquanto eu caminhava, uma série de pensamentos eram colhidos e reunidos de modo a sentar comigo e contemplar essa serenidade agora.

E como faz sentido, aliás sempre, eu quero dizer porque as pessoas em geral têm sido tão críticas, e que possa não parecer que eu tenha uma percepção tão boa.

Read More

Mãe em Orvalho


|21/08/17 20:17H | Dedicado à outra mãe – derivado do poema Mãe, escrito em amarelo, caderno azul em 17/06/2017.

De uma cachoeira alva
descia uma cortina de gelo
Em murmúrios de água beijando o inverno
Era o melhor de ti, eu vi
Senti nos sopros de orvalho
a me retirar ciscos de carvalho
Na serenidade branca a me aplacar dor
Havia brotos que nasciam
em uma mágica incompreensível
Read More