Resenha | Vipassana, de Mara Romaro

Caros amigos, minha querida amiga literária, resenhou o meu livro Vipassana com bastante propriedade. Gostei e me senti grata pela atenção e divulgação. Recomendo seu blog que traz assuntos literários. Abraços.
Mara Romaro

https://abookaholicgirl.wordpress.com/2019/03/08/resenha-vipassana-de-mara-romaro/

A Bookaholic Girl

Oies Bookaholics!

Em parceria com a autora Mara Romaro recebi o livro Vipassana: Desenhada a lápis sanguine e carvão e vou tentar expressar as minhas impressões sobre 😉

VIPASSANA_DESENHADA_A_LAPIS_S_1551284520858511SK1551284521B

Chiado Books – 2018 – 206 Páginas 

Nunca eu poderia esboçar o que aconteceu. Vislumbres que se derramaram feito tinta em minha visão e escorreram em meu íntimo, em nuances e grandes impactos na minha vida e alma.
O que você faria se recordasse fatos sensíveis que não viveu, com alguém com quem se deparou na vida?
Vipassana é uma história de fatos e ilusões, sob o ponto de vista dos desenhos, que simbolizam a arte na minha vida e na escrita, a contar da experiência de uma relação que foi permeada insights de uma vida não vivida, suas essências e tangências à vida da outra, trazendo questões psicoafetivas de elo e relação filha e mãe.

Quando recebi a proposta da…

Ver o post original 612 mais palavras

Minha linguagem

|18 de maio 2018 12:11 até 12:55 Música: Sundreams – Jens Buchert

Sai da língua, mas vem de um som surdo rítmico, de fumaças do espírito, das cores que permeiam meu dia. Eu gosto do sentido obscuro, de ocultar coisas, esconder parte do mapa do tesouro, de omitir pronomes para que confundam-se a primeira e terceira pessoa, detesto artigos, porque só tem masculino ou feminino, falta algo então generalizo, e perverto gramáticas, para expandir os complementos verbais.

Read More

Aviso de papel

17 Mar 2018.

Queridos leitores e seguidores, queridos colegas de escrita e poesia, estou aqui, em um momento espectral na minha vida, e ao mesmo tempo atribulado, em situações que eu mesma estou vivendo e sentindo, e preciso me recolher um tempo, para poder concentrar a arte em projetos inacabados, novos projetos, novos conceitos de arte, e por isso, não consigo estar nem mesmo presente o suficiente, nem com a atenção em retribuição às vossas.

Fora isso, sabeis que foram últimos quatro meses, donos de minha vida, que atrasaram minhas ilustrações aos livros, que por ter ficado com menos controle motor, tudo se desenvolve em câmara lenta, além do que especificamente os desenhos dos vitrais exigem muitas horas de trabalhos em muitas fases.

Read More